Mães, nunca nos entendem!

13 mar

431258_198338016934874_144714702297206_263290_393565932_n

Isso já aconteceu comigo… incontáveis vezes!

Análise de música No Sense: Man At Work – Down Under

5 mar

De vez em nunca quanto, o Instituto No Sense de Análises (INSA) fará análise de alguma coisa pertinente a cultura pop. Hoje, faremos a análise da icônica música Down Under, clássico dos anos 80, imortalizada pela banda Man At Work.

 

AVISO: faremos uma análise literal, com o único intuito de nos divertirmos. Se você não consegue enxergar isso, favor voltar ao colegial.

Bom, vamos a análise de tal música. Para contextualizar, o vídeo de tal obra prima:

E vamos a letra (partes em negrito):

“Viajando numa Kombi acabada

Numa trilha hippie, a cabeça cheia de zumbis”

Okay, vejamos bem: você decide viajar de carro. O que você faz? Compra um carro zero km ? Faz uma bela revisão no seu carro? ÓBVIO QUE NÃO! Você simplesmente pega uma Kombi acabada e viaja com ela! Isso sim que é aventura! Escolha um carro bem acabado, e saia por aí com ela, contrariando a lógica e todas as dicas de viagem que você acumulou por anos e anos vendo programas do Álvaro Garneiro, Amaury Jr. e Otávio Mesquita.

Bom, escolhido o carro para se viajar (uma Kombi acabada), pra onde você vai? Rio de Janeiro? As belas praias de Santa Catarina? Alguém outro destino turístico paradisíaco? Não! Você vai para algum lugar cheio de zumbis. Isso sim, uma aventura indescritível! A chance de sua Kombi velha quebrar e você ser atacado é imensa, o que torna tudo ainda mais divertido! É ou não é um programa interessantíssimo para toda a família? Ótimo!

“Encontrei uma mulher estranha, ela me deixou nervoso

Ela me levou para dentro e me deu café da manhã”

Nobre amigo: você viaja por aí com uma Kombi velha e acabada, quer ir para uma terra cheia de zumbis, e a mulher é que é estranha? Tem certeza disso? É melhor você pensar duas vezes em quem é o estranho da história!

Bom, ela lhe levou para dentro e lhe deu café da manhã? Não é de se estranhar. A moça deveria ter bom coração, e deve ter te achado um mendigo, ou um lunático, ou mais provavelmente, as duas coisas.

“E ela disse,

"Você vem de uma terra lá embaixo

Onde as mulheres brilham e os homens saqueiam?

Você não consegue ouvir, não consegue ouvir o trovão

É melhor você correr, é melhor achar abrigo."”

Depois da moça lhe dar um café da manhã, veio a clássica hora da lição de moral. É isso que o pessoal que acolhe mendigos e vagabundos normalmente fazem. Dão de comer, depois uma pequena lição de moral como “você deveria arrumar um emprego” ou “cadê a sua família?”. E hoje ainda tem a clássica frase “você precisa de Deus no coração”. Bom, a moça nesse caso apenas deve ter achado que você veio de algum lugar onde as mulheres brilham, comandam, e os homens ao redor dela saqueiam. E geralmente deve chover muito aí nessa terra. OPA, PERAÍ CACETA! Ela te chamou de Brasileiro! Descobrimos todo o sentido da letra! Ela é uma profecia que descreve o Brasil no futuro! Uma terra lá em baixo (o Brasil fica no hemisfério Sul), onde as mulheres brilham (Dilma presidente) e os homens saqueiam (nossos políticos). Você não consegue ouvir o trovão, é melhor você correr, é melhor achar abrigo (inundações pelo Brasil afora).

“Comprando pão de um homem em Bruxelas

Ele tinha 1,95m e era cheio de músculos”

Bom, como você conseguiu chegar de Kombi em Bruxelas, para mim sempre será um verdadeiro milagre. E achar um padeiro bombado de 1,95… será que você realmente entrou no lugar certo? Ou será que você não deveria estar em algum “red district” na Holanda? Acho que a “moça estranha” deve ter lhe dado algo a mais no café da manhã….

“Eu disse, "Você fala minha língua?"

Ele só sorriu e me deu um sanduíche de Vegemite”

Bom, se você estava em outro país, provavelmente um simples padeiro não vai falar a sua língua. E mais: o que será que o pobre padeiro bombado de 1,95m entendeu pra te dar um sanduíche de vegemite ? Melhor nem querer saber!

“E ele disse,

"Eu venho de uma terra lá embaixo

Onde a cerveja flui e os homens vomitam

Você não consegue ouvir, não consegue ouvir o trovão

É melhor você correr, é melhor achar abrigo."”

MEU DEUS! E não é que o padeiro também era brasileiro! E por dizer que vem de onde a cerveja flui e os homens vomitam, nos abrem 2 possibilidades: ou ele é adepto do Carnaval, ou da Oktoberfest! Brasileiros: não importa para que país ou canto do mundo você for, você sempre vai ser deparar com algum!

“Deitado em uma toca em Bombaim

De queixo caído, sem muito a dizer”

Eu entendo perfeitamente o porquê de você estar de queixo caído: é quem nem você mesmo acredita que conseguiu ir de Bruxelas até Bombaim de Kombi! Isso deve ser algum novo recorde mundial, com toda a certeza!

“Eu disse para o homem, "Você está me tentando

Porque eu venho de uma terra de fartura?"”

O popular brasileiro com saudades de casa: quando está aqui, vive dizendo que o Brasil é um lixo. Depois de um tempo fora, vive querendo voltar, e dizendo que o nosso país é o melhor do mundo, e que tudo por aqui é lindo, e que nada falta a ninguém.

“E ele disse,

"Oh! Você vem de uma terra lá embaixo

Onde as mulheres brilham e os homens roubam

Você não consegue ouvir, não consegue ouvir o trovão

É melhor você correr, é melhor achar abrigo."”

Mais uma vez nosso herói tem a identidade revelada, e termina por aqui a sua aventura. Acho que ele devia estar cansado da porra toda, deve ter vendido a Kombi e comprado uma passagem de volta para o Brasil, encerrando assim a sua epopéia de Kombi pelo mundo.

 

Destaque especial para a flautinha da música, que é de fazer inveja a muito peruano por aí!

 

Aguardem, em breve nossas análises No Sense chegando na área. E se derrubar… não vai dar nada porque esse é um blog pequeno que sempre se fode e tem seus textos copiados.

Minha Sincera Opinião Sobre a Desocupação de Pinheirinho

27 jan

A menos que você passou a última semana meditando com monges tibetanos isolados, você ouviu falar (mesmo que vagamente) sobre a desocupação de Pinheirinho, área de São José dos Campos invadida por famílias almejando um lar. Acontece que o terreno tinha dono, e rolou uma imensa briga para desocupar a área. Mas afinal, quem estava certo?

sao-jose-dos-campos_moradores-pinheirinho-resistencia1

 

Terreno do Pinheirinho, São José Dos Campos, São Paulo, Brasil. Essa área carente da cidade foi palco de muita discussão durante a semana. A Justiça determinou a reintegração de posse da área, os moradores, revoltados com a decisão, decidiram revidar.Ouve um quebra pau danado entre moradores e policiais. Mais que raios aconteceu por lá?! Ok, vamos por partes.

A área do Pinheirinho é gigantesca: 1,3 milhões de metros quadrados, ou 3 vezes a área do Vaticano, menor país do mundo. A ocupação dessa área começou há mais ou menos 8 anos atrás, e até a reintegração de posse, mais de 6 MIL pessoas moravam no local. Significa que a comunidade crescia a espantosa marca de cerca de 750 novos moradores por ano. 6 mil pessoas é mais do que milhares de cidades interioranas do Brasil possuem. Mais tudo já começou errado. Imagino eu que certo dia, um desabrigado viu aquele terreno enorme sem ninguém, e pensou “Eita nóis, vou fazer uma casinha aqui e fica de boa no meu cantinho, com esse terrenão todo aí, nem vão me notar”. Aconteceu que a notícia de terreno grátis correu a cidade (e muito além dela), e logo mais e mais pessoas chegaram para morar lá. Ora meu amigo, terreno de graça para construir e morar, quem não quer ?

Ao contrário do que muitos imaginavam, a terra possuía sim um dono. Ela pertence ao espólio de uma das empresas de Naj Nahas (mais precisamente a empresa Selecta), conhecido por se meter em rolos como subornos, compra de informações privilegiadas, e fraudes financeiras. Acontece que todo o imenso terreno estava em uma execução judicial, que rolava a anos na justiça. Toda aquela terra ia ser leiloada, e o dinheiro com a venda do terreno ia para trabalhadores que foram lesados pelo Sr. Nahas, bem como credores que levaram um belo de um calote. Mais quando foram ver o terreno, a pequena quantia de 6 mil pessoas havia invadido a terra, e tomado ela para sí.

A juíza que cuidava do caso ordenou a desocupação da área, e TODOS os invasores da área foram avisados no mês de JUNHO de 2011 de que deveriam deixar imediatamente a área antes da reintegração de posse, que veio a ocorrer em Janeiro de 2012. Mais os invasores pensaram “O que? Deixar assim o terreno que com tanto suor do meu trabalho invadi e construí minha casa? JAMAIS! Vou é enfrentar esses polícia aí!”, e assim foi que aconteceu todo o reboliço.

A polícia chegou para cumprir o mandato, e os moradores, crentes de que o governo ia passar a mão na cabeça deles e dizer “pega o terreno que é de vocês”, enfrentou a polícia. Um adento aqui: quem reclama que houve “excesso de força da polícia”, com toda certeza não viu as fotos dos moradores armados com foices, escudos improvisados e afins. Se houve uma manifestação violenta da polícia, foi em resposta ao que a população fez. Ou será que se a população tivesse cumprido a ordem judicial, tudo isso teria acontecido ?

Nesse caso, eu estou totalmente a favor da polícia e da Justiça. O terreno tinha dono, estava em processo de execução que ia pagar os direitos trabalhistas de muita gente que trabalhou muito e não recebeu nada, além de empresas sérias que tomaram calote, e a população o invadiu. Eram pessoas carentes? Sim, a maioria. Mais eu que tenho casa, sei o quanto tive que trabalhar duro e pagar uma fortuna em um terreno para ter onde morar. O mesmo deve pensar todo o pessoal de Ribeirão Preto. Claro que todos querem ter onde morar, mais eu não concordo com quem tenta fazer isso de modos ilícitos (ou INVADIR um terreno é um modo legal de morar?). Terreno de graça, eu também quero.

Cansei de ver reportagens onde estampam que os moradores não tiveram tempo de retirar seus pertences. Foram avisados da desocupação faziam 6 meses, eu realmente não nasci ontem para pensar que eles não sabiam disso. Como diz o ditado: notícia ruim corre rápido. Pensaram que não ia dar em nada, e chegou a polícia e mandou todo mundo sair. Pipocam também notícias de pessoas agredidas pela polícia. Com toda certeza eram os gladiadores do terceiro milênio que ilustram a foto no início deste post. Nesse caso, a polícia apenas revidou.

Muitos não tem pra onde ir, e isso é muito triste sim. Mas podiam logo imaginar que isso iria acontecer. Afinal, se aquele terreno fosse meu, eu mandava retirar todo mundo de cima também, ou você seria hipócrita de dizer que ia doar o terreno para o pessoal de baixa renda? Por favor….

Ouvi também gente dizer que a população estava certa. Não acho. Invadiram uma área e a tomaram para sí. Isso é uma coisa que eu jamais irei compreender como uma maneira legítima de conseguir onde morar. Quando a revolta, quem morava lá defendeu os seus interesses, nada mais do que isso. Queria mesmo que todo o Brasil tivesse essa força para protestar contra tanta coisa errada que vemos todo dia por aí.

Assim encerro, e digo ainda: que a reintegração de posse de Pinheirinho sirva de exemplo para outras áreas invadidas. Se querem ter onde morar, trabalhem por isso, e não fiquem vivendo de ajudinha (ou esmolas) do governo. Aprendam a se virar como pessoas de bem e dentro da lei, que nada de ruim vai lhes acontecer nunca.

Por Favor, não Tentem me Converter

11 jan

O crescimento de várias religiões tem sido notório nos últimos tempos, principalmente os evangélicos. Mas com isso um outro fenômeno tem ganho força: a dos fanáticos religiosos, que vêem Deus em qualquer mínimo fato, e que querem te obrigar (de qualquer maneira) a que você se junte à eles. Não, obrigado. Eu não quero ser parte da sua religião.

religioes Deus, criador e senhor do Universo. Um ser imensamente poderoso, que tem tanto o poder de te dar o que você quiser, quanto de lhe arruinar a vida para a todo o sempre. Ele é onipresente, está em todos os lugares ao mesmo tempo, tudo vê e tudo sabe. E no final da sua vida, ele decidirá se você vai viver eternamente em um local belíssimo, ou ira sofrer indefinidamente em um lago de fogo e dor. E é em busca de viver em um local belíssimo depois da morte que as pessoas cada vez mais se agarram na religião. Aliás, essa vedete ficou para trás, quando algum pastor descobriu que Deus também pode lhe mudar a vida completamente, antes de você morrer. Sim meu caro amigo, Deus pode descer do seu pedestal intocável, e olhar para o ser insignificante que você é (comparado com toda a onipotência de Deus), e lhe dar a graça que você precisa: o perdão de suas dívidas, a cura da doença da sua avó, o tão sonhado emprego. E tudo isso está a sua disposição a apenas uma simbólica contribuição mensal, chamada de dízimo!

Bom, caros amigos, o que pega é que: ninguém nunca, jamais, provou que o tal Deus existe. Nem que o céu existe. Mais mesmo assim, muitas e muitas pessoas se apegam a religião, como se apenas isso fosse a resolução total de seus problemas.

Antes que me critiquem, um adento: eu não sou contra religião. Se ela dá um sentido a sua vida, te dá forças para enfrentar os problemas cotidianos, ótimo. A maioria das religiões prega a paz e o respeito, o que também é importante. O que eu fico muito puto, é com a crescente quantidade de pessoas que tentam me converter todos os dias.

Sério, chega a ser irritante. Pessoas ultra-religiosas, vêem Deus em tudo. Se acordaram de manhã, foi “graças a Deus”, “Jesus não me deixou chegar atrasado hoje”, “Passei no vestibular porque Deus me ajudou”. Gente, sério: isso é ridículo. Deus realmente deve ter coisas mais importantes a fazer do que se importar com isso.

Além de ignorar por completo o mandamento que diz “Não chamar o seu Santo nome em vão”, estes religiosos tentam lhe converter a todo custo. Se em uma conversa, uma pessoa lhe diz “Eu sou evangélico”. A sua reação é pensar: “hum….ok”. E se você responde “Cara, eu sou ateu”. A reação da pessoa imediatamente é “Creemdeuspai, um emissário do Satanás que bebe o sangue de criancinhas toda manhã!”. Sério. Fanáticos religiosos são as pessoas mais intolerantes que conheço. Se você não acredita no Deus dele: você é uma pessoa execrável, e queimará no fogo dos infernos.

Qualquer conversa que se dê com uma pessoa ultra-religiosa, logo cairá na conversa de que “Deus disse, está na Bíblia!”. Recomendo pesquisar um pouco sobre a história da Bíblia, e descobrirá que muita coisa nela foi mudada/omitida, tudo para passar a idéia de um Deus benevolente com quem acredita nele, e de um Jesus salvador amável e perfeito. Esse mesmo Jesus que foi adaptado de outros deuses da mitologia antiga.

Muitas religiões hoje são descaradamente uma forma de pastores enriquecerem. Outro dia mesmo estava vendo a tal “toalha milagrosa”. Explico: diz o tal pastor, que ele vende uma toalha mágica, que cura doenças, entre outras coisas. Segundo o pastor, um crente comprou a tal toalha. Essa pessoa tinha graves problemas financeiros. Mas foi até o banco, esfregou a toalhinha na maçaneta do banco, e, MILAGROSAMENTE, no outro dia, o gerente do tal banco ligou para ele e avisou que todas as dívidas tinham sido pagas! UM MILAGRE! Poxa gente, pelo amor de Deus, se isso não for enganação, eu não sei mais o que é.

Crentes: se esse Deus é tão bom para vocês, fiquem com ele. De verdade, se eu quisesse ter uma religião, pode ter certeza de que eu já teria ido a Igreja faz muito, muito tempo. Me sinto bem da maneira que sou. E por favor, parem com esse papo de que “Ateu não tem limite, porque não respeita a lei de Deus, então nunca vai respeitar a lei dos homens”. Isso é absurdamente ridículo. Apenas lembre-se de que: Adolf Hitler era um católico devotado. Charles Chaplin era ateu confesso. Respeitar ou não o próximo vem da sua formação moral, daquilo que você recebe do seu pai e da sua mãe, e não da crença que você tem.

Crentes, lembrem-se: a Igreja também não é esse mel todo não. Ela é responsável pela “Santa Inquisição”, onde milhares de inocentes morreram apenas por discordar da visão da Igreja na época.

Enfim, caros crentes: não tentem me converter. Eu realmente não quero fazer parte da sua religião. Você gostaria de que alguém tentasse lhe forçar a torcer para outro time? Eu acho que não. E se no final da minha vida, eu descobrir que Deus realmente existia, e que vou parar no inferno? Bom, tenho uma mensagem para vocês: com a mais absoluta certeza, eu encontrarei TODOS os meus amigos por lá!

O Salvador está chegando

5 jan

Goku

Oras, quem você achou que fosse ?

Pra você que faz academia:

13 dez

374259_254198811308893_232856283443146_721222_1265356071_n

 

Tem coisa mais irritante do que quando alguém coloca no Twitter/Facebook “vou indo pro meu treino” ? TU VAI É MALHAR O FDP !

O que achei de: The Elder Scrolls V: Skyrim

1 dez

Quem gosta de RPG, com certeza conhece a série The Elder Scrolls. E dessa vez, a Bethesda se superou. Senhoras e senhores, um dos melhores rpg´s de todos os tempos! Sim, Skyrim é um jogo imperdível (e viciante!).

The Elder Scrolls V - Skyrim PC packshot 320x450

(Se você veio aqui atrás apenas de dicas, qual raça é melhor, cheats, e outras coisas, vá direto ao final do post. Mais lhe recomendo a ler todo o texto, várias dúvidas e dicas serão resolvidas assim)

Eu sempre fui um grande fã de RPG. Este sempre foi o meu estilo de jogo favorito. Não aqueles ditos “action rpg”/”hack n´slash”, onde o objetivo do jogo é apenas andar e matar tudo o que vem pela frente. Rpg tem que ter interatividade, você fazer o seu próprio caminho. E é nesse sentido que Skyrim se sobressai. Nele, você tem várias possibilidades, e várias maneiras de evoluir.

Falando em evoluir, Skyrim (assim como Oblivion), muda um pouco o conceito de que você apenas evolui se matar mobs ou completar quests. Aqui, tudo conta. Se você usa uma espada para matar seus inimigos, o seu nível com espada aumenta, contribuindo assim para você aumentar de nível. Usar magias, se esconder, arrombar portas, roubar, conversar, comprar e vender coisas, criar itens… tudo isso conta para você subir de nível.

Os caminhos que você pode escolher (as famosas perks) também estão presentes. E desse vez, muito mais fácil de lidar do que em Oblivion. Vamos dar uma rápida olhada nessa tela:

Tudo o que tiver o fundo em azul, corresponde as perks (habilidades desenvolvidas) relacionadas a quem quer criar um mago. Fundo vermelho, guerreiro, e fundo verde thief. A “escolha” de classe em Skyrim também é interessante. No começo do game, logo após uma curta cinematic de introdução, você escolhe a sua raça, e seu nome. Se você já tiver em mente a maneira que deseja jogar, melhor ainda: cada raça possui bônus específicos que favorecem determinada classe. Mas, voltando as classes do jogo. Você não define a sua classe em uma tela, como faz em todos os outros jogos. Aqui, o game se adapta ao seu estilo. Gosta de soltar magias? Pois bem, os seus atributos relacionados a magia se tornarão mais fortes, assim você pode investir seus pontos de experiência em perks que melhoram esse seu estilo do jogo. Gosta de jogar com armas de 1 mão? Gosta de fazer emboscadas? Cada estilo de jogo que você possui,  o game se adapta, e vai evoluindo a habilidade relacionada a seu estilo de jogo. E aqui entra outra coisa MUITO bacana em Skyrim: você não está preso a sua classe. Se você quiser ser um mago que usa armadura pesada e carrega uma espada com altíssimo dano, VOCÊ PODE. Quem define a maneira de jogar, é você e suas habilidades, não a classe que você escolheu lá no começo do game! Essa oportunidade, por si só, já é incrível.

Se tudo isso não bastasse, você ainda pode se transformar em vampiro ou em lobisomem. Logo no começo do jogo, eu tive o azar de ser atacado por vampiros. Consegui derrotá-los, mais não sem antes ser infectado. Se transformar em vampiro implica  em você se tornar uma criatura basicamente noturna. Em contrapartida, você fica mais forte e resistente a doenças. Para se curar do vampirismo, é simples: apenas vá até Whiterun e reze no altar defronte a torre do rei. Ainda não topei com nenhum lobisomem pelo caminho.

Se alguma quest está muito difícil para você, você pode contratar mercenários para lhe ajudar, além do que logo no início do game você já recebe uma fiel escudeira que vai lhe acompanhar por toda a sua aventura.

Tá, o RPG do game é fantástico, mais, e os gráficos ?! Meu amigo, se você possui um bom PC, vai aproveitar todo o potencial gráfico desse jogo. E lhe adianto, os gráficos são muito, muito bons. Vamos dar uma pequena olhada:

883f775b4c0046e3b5c46b0910078635 1313505657_2 ee83973b757999af55c2751a564cdd9e The-Elder-Scrolls-V-Skyrim-cat-man-shoot-good

Como nenhum game é perfeito, Skyrim também tem seus pontos fracos. Se você jogar em terceira pessoa, vai ficar decepcionado com a fraca animação do personagem, que mais parece um robô. Também o nível de dificuldade é meio maluco. Você mata alguns mobs com apenas um golpe, e logo depois já acha um mob impossível de ser derrotado (claro que isso acontece poucas vezes durante o game, mais quando acontece, irrita).

Você também vai topar com alguns pequenos bugs relacionados a alguns personagens e mobs, mais nada que atrapalhe muito. Aliás, devido a vastidão do game, é até compreensível esses bugs. O espaço no inventário, a meu ver também é pequeno.

O problema do inventário você consegue contornar com um bug exploit simples: atire todas as coisas no chão, e mande Lyidia catar tudo. Dessa forma, o inventário dela se torna infinito. Acho que ela já está carregando umas 9 toneladas de coisas pra mim. Depois quando chegar na frente de um vendedor, de um trade com ela, pegue tudo, e venda.

Enfim, Skyrim é game gigantesco, você nem sentirá falta do multiplayer. Existe tanta coisa a se descobrir, tanta coisa a se fazer além da história principal, que esse jogo com certeza lhe deixará entretido por muito e muito tempo. Se você gosta de RPG, ou de jogos que lhe dão alguma liberdade de fazer o que quiser, este jogo foi feito pra você.

ALGUMAS DICAS:

1 – Qual raça é melhor? A resposta é: depende. Depende se você quer jogar mais como thief, warrior ou mage. Aqui está o que é melhor para o que:

THIEF: Argonian, Dark Elf, Khajiit, Wood Elf

MAGE: Breton, High Elf, Imperial

WARRIOR: Nord, Orc, Redguard

2 – Meu inventário é muito pequeno, como posso carregar mais coisas?
O problema do inventário você consegue contornar com um bug exploit simples: atire todas as coisas no chão, e mande Lyidia catar tudo. Dessa forma, o inventário dela se torna infinito.

(Mais atualizações conforme vou jogando. Qualquer dúvida, não hesite em perguntar nos comentários)

3 – Vai enfrentar muitos inimigos? Salve o jogo antes!

Essa dica vale durante todo o jogo. Salve sempre, e salve muito durante o jogo. Isso pode lhe poupar de dar uma volta imensa no mapa, ou de recomeçar uma missão láááá atrás. Se acostume a salvar o jogo manualmente sempre!

4 – Use um pouco cada tipo de arma/magia

Mesmo que você seja um adorador do dano de armas 2 mãos, varie um pouco as armas e magias que você usa. Isso vai fazer com que você suba de nível mais rapidamente, e será muito útil mais adiante no jogo. Por exemplo: se você for um expert em armas de 2 mãos, vai sofrer para dar dano em um dragão no ar até que ele desça para você matar ele. Quanto maior a variedade de armas que você estiver especializado em usar, melhor.

5 – Não se acostume muito a usar o fast travel

Toda vez que você já conheceu um lugar, poderá acessar o mapa e ir diretamente para aquele local, sem ter a necessidade de andar por todo (o gigantesco) mapa. Isso vai lhe poupar muito tempo, porém vai lhe impedir de matar todos os mobs que encontrar pelo caminho, o que vai fazer com que você suba de nível mais lentamente. Isso sem falar em todos os segredos ocultos de Skyrim que você vai perder. Uma dica bem valiosa: sempre que você ver uma caverna, não hesite: entre lá e a explore de ponta a ponta. Muitos shouts você vai encontrar dentro de cavernas, além de excelentes itens. Por isso, fica a dica: use a fast travel com moderação.