Por Favor, não Tentem me Converter

11 jan

O crescimento de várias religiões tem sido notório nos últimos tempos, principalmente os evangélicos. Mas com isso um outro fenômeno tem ganho força: a dos fanáticos religiosos, que vêem Deus em qualquer mínimo fato, e que querem te obrigar (de qualquer maneira) a que você se junte à eles. Não, obrigado. Eu não quero ser parte da sua religião.

religioes Deus, criador e senhor do Universo. Um ser imensamente poderoso, que tem tanto o poder de te dar o que você quiser, quanto de lhe arruinar a vida para a todo o sempre. Ele é onipresente, está em todos os lugares ao mesmo tempo, tudo vê e tudo sabe. E no final da sua vida, ele decidirá se você vai viver eternamente em um local belíssimo, ou ira sofrer indefinidamente em um lago de fogo e dor. E é em busca de viver em um local belíssimo depois da morte que as pessoas cada vez mais se agarram na religião. Aliás, essa vedete ficou para trás, quando algum pastor descobriu que Deus também pode lhe mudar a vida completamente, antes de você morrer. Sim meu caro amigo, Deus pode descer do seu pedestal intocável, e olhar para o ser insignificante que você é (comparado com toda a onipotência de Deus), e lhe dar a graça que você precisa: o perdão de suas dívidas, a cura da doença da sua avó, o tão sonhado emprego. E tudo isso está a sua disposição a apenas uma simbólica contribuição mensal, chamada de dízimo!

Bom, caros amigos, o que pega é que: ninguém nunca, jamais, provou que o tal Deus existe. Nem que o céu existe. Mais mesmo assim, muitas e muitas pessoas se apegam a religião, como se apenas isso fosse a resolução total de seus problemas.

Antes que me critiquem, um adento: eu não sou contra religião. Se ela dá um sentido a sua vida, te dá forças para enfrentar os problemas cotidianos, ótimo. A maioria das religiões prega a paz e o respeito, o que também é importante. O que eu fico muito puto, é com a crescente quantidade de pessoas que tentam me converter todos os dias.

Sério, chega a ser irritante. Pessoas ultra-religiosas, vêem Deus em tudo. Se acordaram de manhã, foi “graças a Deus”, “Jesus não me deixou chegar atrasado hoje”, “Passei no vestibular porque Deus me ajudou”. Gente, sério: isso é ridículo. Deus realmente deve ter coisas mais importantes a fazer do que se importar com isso.

Além de ignorar por completo o mandamento que diz “Não chamar o seu Santo nome em vão”, estes religiosos tentam lhe converter a todo custo. Se em uma conversa, uma pessoa lhe diz “Eu sou evangélico”. A sua reação é pensar: “hum….ok”. E se você responde “Cara, eu sou ateu”. A reação da pessoa imediatamente é “Creemdeuspai, um emissário do Satanás que bebe o sangue de criancinhas toda manhã!”. Sério. Fanáticos religiosos são as pessoas mais intolerantes que conheço. Se você não acredita no Deus dele: você é uma pessoa execrável, e queimará no fogo dos infernos.

Qualquer conversa que se dê com uma pessoa ultra-religiosa, logo cairá na conversa de que “Deus disse, está na Bíblia!”. Recomendo pesquisar um pouco sobre a história da Bíblia, e descobrirá que muita coisa nela foi mudada/omitida, tudo para passar a idéia de um Deus benevolente com quem acredita nele, e de um Jesus salvador amável e perfeito. Esse mesmo Jesus que foi adaptado de outros deuses da mitologia antiga.

Muitas religiões hoje são descaradamente uma forma de pastores enriquecerem. Outro dia mesmo estava vendo a tal “toalha milagrosa”. Explico: diz o tal pastor, que ele vende uma toalha mágica, que cura doenças, entre outras coisas. Segundo o pastor, um crente comprou a tal toalha. Essa pessoa tinha graves problemas financeiros. Mas foi até o banco, esfregou a toalhinha na maçaneta do banco, e, MILAGROSAMENTE, no outro dia, o gerente do tal banco ligou para ele e avisou que todas as dívidas tinham sido pagas! UM MILAGRE! Poxa gente, pelo amor de Deus, se isso não for enganação, eu não sei mais o que é.

Crentes: se esse Deus é tão bom para vocês, fiquem com ele. De verdade, se eu quisesse ter uma religião, pode ter certeza de que eu já teria ido a Igreja faz muito, muito tempo. Me sinto bem da maneira que sou. E por favor, parem com esse papo de que “Ateu não tem limite, porque não respeita a lei de Deus, então nunca vai respeitar a lei dos homens”. Isso é absurdamente ridículo. Apenas lembre-se de que: Adolf Hitler era um católico devotado. Charles Chaplin era ateu confesso. Respeitar ou não o próximo vem da sua formação moral, daquilo que você recebe do seu pai e da sua mãe, e não da crença que você tem.

Crentes, lembrem-se: a Igreja também não é esse mel todo não. Ela é responsável pela “Santa Inquisição”, onde milhares de inocentes morreram apenas por discordar da visão da Igreja na época.

Enfim, caros crentes: não tentem me converter. Eu realmente não quero fazer parte da sua religião. Você gostaria de que alguém tentasse lhe forçar a torcer para outro time? Eu acho que não. E se no final da minha vida, eu descobrir que Deus realmente existia, e que vou parar no inferno? Bom, tenho uma mensagem para vocês: com a mais absoluta certeza, eu encontrarei TODOS os meus amigos por lá!

5 Respostas to “Por Favor, não Tentem me Converter”

  1. Netto 9 de fevereiro de 2012 às 12:33 PM #

    O que mais me incomoda é essa postura de “É ateu, é mau caráter”
    As pessoas acham que religião torna uma pessoa melhor, pois bem, eu não creio nisso, sabe porque? Ele faz boas coisas pensando na recompensa divina, ele age de maneira ilícita por medo do inferno, e no fim ele é mentiroso consigo e com a religião que pratica (obvio que existem pessoas sinceras, mas isso é outra historia).

    E se eu me encontrar com Deus quando morrer, o máximo que posso dizer “Me explica todo o sentido dessa merda agora.” Porque vamos combinar né?! Viver não é Fácil.

    • Brunno 27 de março de 2012 às 2:15 AM #

      Um dia vc vai lenbra , de Tudo isso que vc escreveu , ! que DEus tem missericordia de Vc ,!

      • SPOOK 27 de março de 2012 às 1:20 PM #

        ou não.

      • Netto 27 de março de 2012 às 1:27 PM #

        Eu esqueço as coisas facilmente. E qualquer coisa é só me arrepender de tudo no fim da vida que Deus vai me amar.

  2. KKmultes 11 de maio de 2012 às 10:47 PM #

    O maior problema de qualquer religião, ou ceita, ou time, ou marca, é o fanatismo, isso acaba com o mundo, pessoas esquecem de viver e aproveitar as próprias vidas em nome de alguma coisa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: