Jogadores de Futebol: Mercenários ou Meros Funcionários ?

6 abr

Toda vez que a janela de transferências européia se abre, é aquele Deus nos acuda, os europeus passam o rodo geral em tudo que é jogador acima da média, ou mesmo algum meia boca. Os jogadores, que de bobos não tem nada, não pensam duas vezes em trocar nossos reais pelos euros do velho continente. Mercenários ? Ou apenas estão fazendo o que todo mundo faria: ir trabalhar pra quem paga mais?

 

futebol-dinheiro

Futebol. Ah, o futebol. O esporte das multidões, o esporte do povo. Será mesmo? Não é de hoje que o futebol, no mundo todo, vem cada vez mais sendo o esporte das elites, e menos do povão. Não que a população das classes mais baixas deixe de torcer pelo seu time do coração, mas convenhamos: quantos torcedores hoje no Brasil tem condições de pagar R$180 em uma camisa oficial do seu time? Essa elitização do esporte, cria um círculo vicioso: o ingresso está mais caro, o material esportivo mais caro, os times arrecadam mais, gastam mais, e precisam de mais, assim elevando o valor cobrado dos patrocinadores, o valor dos ingressos, de seus produtos, e assim vai. Me lembro quando um ingresso pra ver o time da minha cidade jogar o Catarinense custava R$5. Hoje, o ingresso mínimo custa R$20, cadeiras R$30 e arquibancada coberta, apenas R$50…

E essa elitização, atingiu também quem (de fato) faz o espetáculo acontecer: os jogadores. A grande maioria dos jogadores das Copas de 50, 54, 58, 62  e afins, morreram na miséria, equecidos e abandonados. Hoje qualquer jogador de Série D ganha no mínimo uns míseros R$5 mil mensais! Salário de um gerente de empresa de médio porte! Nos times grandes da Série A, acho difícil algum jogador ganhar menos do que 30, 40 mil mensais. Os grandes medalhões,  como Ronaldinho, ganham míseros R$ 21.600.000,00 (VINTE MILHÕES E SEISCENTOS MIL REAIS) anuais! É o faturamento de uma empresa de médio para grande porte!!!

Esse dinheiro todo, que faz do futebol um mundo à parte, tem também um efeito colateral: a esmagadora maioria dos jogadores (diria eu 99,99%) não fica mais anos no mesmo clube, e nem faz questão disso. Acabou a era de “jogar por amor”. Cada vez mais, os jogadores deixam claro que são apenas funcionários dos clubes, e estão lá apenas pelo seus polpudos salários. Algum clube ofereceu mais? Rasga-se o contrato, força-se a saída do clube. Pouco importa a opinião dos torcedores, o que importa é o dinheiro. É o popular “ pagou, levou”. O caso que mais tem estado na mídia ultimamente, é o do jogador Ganso, do Santos. O Santos, que gastou muito dinheiro em sua formação, e agora que tem o jogador pronto para atuar no time principal, o assiste forçar a sua saída do clube, doido para encher a sua conta de euros. A torcida do Santos está revoltada com o jogador: o assistiu utilizar toda a estrutura do clube para se aprimorar como jogador, e agora ele quer desfilar toda a sua técnica em gramados europeus.

Aí que entra o que os torcedores chamam de MERCENÁRIO: foda-se tudo o que o clube fez por mim, eu quero é ganhar muito (mais) dinheiro! E se for em euros, melhor ainda! E nesse ponto, os torcedores tem razão: ninguém mais honra o contrato que assinou, ninguém mais tem amor ao time, ninguém mais quer envelhecer e fazer história no clube. Jogador quer dinheiro!

Mais existe também o outro lado. Sim, futebol (e o esporte em geral) é movido a paixão, é movido pelo amor dos torcedores aos seus times/clubes/equipes. E é essa mesma paixão que muitas vezes impede o torcedor de pensar racionalmente. Vamos tentar enxergar a coisa de outro modo: o jogador não ama o clube em que está jogando. Ele apenas está ali pelo salário, porque foi contratado para jogar. Vamos mudar ainda mais o foco, para você, torcedor.

Você, que trabalhar de segunda a sábado. No começo de sua vida profissional, alguma empresa lhe deu a chance de trabalhar, de aprender uma profissão. Contudo, o salário não era lá aquelas coisas, mais você aproveitou para aprender bastante. Quando de repente surgiu uma outra empresa, com uma proposta de salário muito melhor, você com certeza, não pensou duas vezes: foi correndo para sua nova oportunidade de trabalho. E se mesmo nessa nova empresa, surgisse a oportunidade de você ir trabalhar na Europa, ganhando 10 vezes mais que o seu atual salário, você iria ficar no seu atual emprego? Com absoluta certeza, você não pensaria duas vezes, e se mandaria “pras europas”, viver no primeiro mundo e ganhar um ótimo salário. O jogador de futebol, nada mais faz do que isso: aceita a proposta irrecusável que recebeu. Da mesma maneira que você faria se recebesse uma oportunidade muito melhor de emprego.

Jogadores ganham muito dinheiro? Sim. E como todo trabalhador, querem sempre mais. E como todo trabalhador, sempre vão atrás da melhor oferta de emprego. Ou você chegaria pro seu patrão e diria “ Pow chefe, recusei uma proposta de ganhar 10 vezes mais, e de trabalhar na europa,  porque eu amo essa empresa!”

Os torcedores tem que entender: quem ama o clube é você, não o jogador. Ele apenas está ali exercendo a sua função, para a qual está sendo BEM pago. Mais em se tratando de esporte, a emoção sempre vai atrapalhar a razão, e assim nascem as polêmicas. Como a do jogador “mercenário”.

3 Respostas to “Jogadores de Futebol: Mercenários ou Meros Funcionários ?”

  1. dvd 7 de maio de 2011 às 4:11 PM #

    eu acho normal talento é talento e é normal um jogador aceitar uma proposta maior quem é que não faria, é nauticoooooooooo!

  2. Klaus Oliveira 9 de junho de 2011 às 5:22 PM #

    Acho a profissao de jogador de futebol uma profissao de mercenarios sim. E vou muito mais lonje. O mercenarismo ja comeca no inicio da carreira. Quando se ainda é criança vc quase sempre tende a escolher tocer pelo mesmo time de futebol que seu pai torce. E principalmente quando a sua torcida vem de berco paterno, a paixao pelo time é ainda maior, vc cresce se apaixondo cada vez mais pelo o time do seu coracao. É o caderno da escola, a festa tematica, a cor das paredes do quarto, tudo tem que ser do seu time, ou seja, é paixao verdadeira mesma. Na escola em cada partida de futebol, quando faz um gol, é como o artiheiro do seu time que vc quer ser lembrado – tipo assim um neimar da vida para os santistas mirim. Vc vai crescendo e a vontade de ser jogador de futbol tbm vai crescendo em vc, ou seja, fazer que gosta. Agora pense, se uma pessoa tem paixao por um time de futebol e obvio que ela vai torcer para seu time ganhar todos o jogos que jogar ne isso, entao obvio seria que se eu tenho paixao pelo meu time e sou louco para ser jogador de futebol, eu serei jogador de futebol do meu time. Ai e que entra o mercemarismo. Quando se percebe que o seu esporte favorito esta virando profissao, toda aquela paixao de infancia, que, como disse , vem quase sempre de berco paterno, pelo seu time parece ir por agua a baixo. O time que vai te pagar e aquele que vc vai ter que fazer ganhar. Espera ai!!! E se esse time nao for o seu time do coracao? Como e que eu vou torcer sempre pro meu time ganhar o campeonato sendo que no mesmo campeonato eu vou estar contribuindo para a vitoria de outro time? e o que é pior: poderei jogar contra o time que eu quero que ganhe que é o time do meu coracao, ou sera que nesse caso agora o time que eu quero que ganhe é aquele que me paga? Isso e um paradoxo sem tamanho nao acha. E so tem uma palavra para explicar toda essa contradicao:
    “mercenarismo”. ou seja jogador de futebol o dinheiro e muito mais importante que a paixao pelo seu time do coracao. Conclusao: para nao ser mercenario o jo

  3. Juliana 26 de abril de 2012 às 12:24 AM #

    O Futebol está entupido de ladroagem, corrupção e muito marketing! Política do pão e do circo, pra enganar o povo! Esporte que eu amava, agora me anoja.. bando de mercenários… ganham milhões pra chutar uma bola e que eu saiba isso não é emprego..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: